Regresso ao Futuro

Dizia eu há um ano atrás que à terceira era de vez, e foi mesmo. Novo site, novo blog e tudo a correr às mil maravilhas. No entanto no mesmo artigo também referi que esta “nova” aventura não iria ser “pêra doce”. Reconhecia à partida que mais à frente os obstáculos iriam surgir e por isso a diferença entre o querer e o poder seria mais ou menos notória.

Assim sendo, e depois duma série de artigos e vídeos publicados, uma agenda demasiado preenchida fez-me protelar a publicação de novos conteúdos, pelo menos até agora. Mas essa situação acabou por ser positiva já que nesse período tive oportunidade de preparar o mais diverso material que irá ver agora a luz do dia de forma regular.

Esta pausa também permitiu uma melhor integração do meu blog com a realidade dos meus subscritores. Entre outros pequenos ajustes quero destacar que a partir de agora todos os artigos irão ser disponibilizados em português e em inglês. Basta seleccionar a língua pretendida na “sidebar” de cada artigo publicado. Esses artigos continuarão a ter um carácter mais prático do que teórico, onde irá ser disponibilizado de forma gratuita os recursos criados nos mesmos sempre que isso se mostre pertinente.

Por isso digamos que isto é um regresso aos objectivos do passado com os olhos posto no futuro. O convite mantém-se pois esta viagem é para ser feita acompanhado. Junta-te a mim e até já…

365 Dias de Gratidão

Depois de tantos anos a assistir de forma mais ou menos indiferente ao embarque de outros fotógrafos em projectos “365”, chegou finalmente a minha vez de me lançar de cabeça no desafio criativo de fazer uma foto por dia. Este projecto pessoal vem dar outro sentido à forma de encarar o dia-a-dia é à forma como o registo através da luz. Sobre isso já falaremos.

Mas porquê só agora? E porquê chamar-lhe “365 Dias de Gratidão” e não apenas o habitual “Projecto 365”. Bem, a resposta é simples e reside mais no passado do que no que acredito ter pela frente ao longo de 2017.

No final de cada ano é tempo de fazermos um “inventário” sobre quem somos, o caminho que percorremos e para onde vamos. Existem outros tópicos neste exercício mental mas estes foram os que destaquei sobre esta minha viagem interior. Como é hábito e como acontece com a grande maioria, 2016 foi mais um ano de altos e baixos, bênçãos e acidentes de percurso. Mas depois de feitas todas as contas de somar e subtrair só tenho a apresentar um saldo tremendamente positivo. Algumas coisas menos boas deixaram marcas e ainda permanecem mas a forma como encaramos e aceitamos o que nos acontece, molda a forma como vemos a vida e continuamos em frente. Citando Albert Einstein.

“There are only two ways to live your life. One is as though nothing is a miracle. The other is as though everything is a miracle.”

Eu, há muito que escolhi a segunda e por isso facilmente vejo os pequenos e os grandes milagres que acontecem diariamente à minha volta, sejam comigo, sejam com “estranhos”. O meu objectivo passa por escrever com luz todos aqueles que me são possíveis. E isso traz-me de volta ao tópico deste artigo e ao título do mesmo.

Este meu projecto “365” está envolvido por um sentimento de gratidão de tal forma que acabou por moldar a escolha do tema, um que me é particularmente familiar e que me faz regressar às minhas origens como fotógrafo,  a fotografia de natureza. Dentro deste tema posso abranger categorias desde, macro, paisagem, flora, fauna, natureza morta, etc.

Mas por me ser especialmente querido e um tanto ou quanto “fácil”, decidi impor uma regra para torná-lo num desafio maior e me levar a olhar de forma diferente para as mesmas coisas do dia-a-dia. A regra é que todas as fotos têm de ser feitas no espaço interior ou exterior do meu novo “home-studio”. Esta é uma regra mais doce do que amarga e não tanto limitativa como pode parecer pelo potencial que me rodeia… (aliás, o meu novo “home-studio” é uma das grandes bênçãos de 2016 e um dos impulsionadores para este projecto).

As duas fotos que compõem este artigo fazem parte deste projecto. De momento ainda não decidi onde o mesmo vai “atracar” mas está já previsto que todos os meses farei uma selecção com as melhores. Convido-vos a subscreverem a minha newsletter. Será o meio que irei utilizar para mostrar por onde ando, neste e noutros desafios…